Embaixador da Nigéria trata de acordos comerciais com RS em visita à Secretaria da Agricultura e Pecuária

Embaixador da Nigéria trata de acordos comerciais com RS em visita à Secretaria da Agricultura e Pecuária

embaixador-da-nigéria-no-rs

O mercado entre o Rio Grande do Sul e a Nigéria pode ser reaquecido e receber uma retomada no que diz respeito à exportação de grãos pelo RS, mais especificamente de arroz, ao país africano. O Embaixador da Nigéria no Brasil, Adamu Azimeyeh Emozozo, esteve reunido nesta quinta feira (10), com o secretário da Agricultura e Pecuária, Ernani Polo, onde tratou de intercâmbio em expertise agropecuário, já que considera o Rio Grande do Sul um Estado de excelência na produção primária e que pode auxiliar muito o desenvolvimento nigeriano. No encontro também estiveram presentes o presidente do Irga, Guinter Frantz, e o diretor Comercial do instituto, Tiago Barata.

Emozozo manifestou interesse em troca de tecnologia em pesquisa e produção de arroz, visando fortalecer a produção da Nigéria, abrindo a possibilidade para a exportação do cereal do RS, como forma de contrapartida. O tema deverá ser reforçado diretamente com estados nigerianos interessados, durante visita de missão gaúcha à Nigéria, a ser confirmada para o mês de outubro, para estreitamento de relações comerciais em diversos setores, entre eles o agropecuário.

Com 180 milhões de habitantes e um clima semelhante ao gaúcho, a Nigéria está aberta a aquisição de alimentos e vê na produção do Rio Grande do Sul o cenário ideal para tanto.

Outra possibilidade tratada durante o encontro é o plantio de soja em várzea, que também está sendo desenvolvido com sucesso no RS pelo Instituto Riograndense do Arroz. Segundo o Embaixador da Nigéria, existem Estados, como o de Kano, que estão preparados para realizar investimentos em novas tecnologias para o plantio de arroz e de soja.

“Este contato nos dá uma perspectiva concreta de avançar em interesses comuns para o RS e para a Nigéria no setor agropecuário como um todo. Em relação ao arroz há uma realidade de interesse direto em nossa experiência para que possam aumentar sua produtividade. Desta forma poderemos também retomar uma exportação de arroz consistente ao país africano. Temo no Irga um instituto modelo no mundo de pesquisa e manejo das plantações de arroz e agora também de soja na várzea e queremos levar esta condição ao conhecimento de países como a Nigéria, para que possamos ampliar relações comerciais”, avalia o secretário da Agricultura e Pecuária, Ernani Polo.

SEAP

Assessoria-comunicacao@irga.rs.gov.br

(51) 3288-0391

Comments are closed.